Editorial

A PRESENÇA DE DEUS

Foi um ano difícil.

Entre acenos à distância e beijos no ar, os abraços não chegaram ao destino final. A vida se debruçou no wifi, com trabalhos pelo Skype e encontros em família pelo FaceTime. De tanto nos conectarmos, fomos desconectados.

Foi um ano difícil.

Nossos sorrisos se esconderam embaixo de máscaras, enquanto nossas mãos buscavam desesperadamente, um pingo de tranquilidade em um pote de álcool em gel. Faltou gente, pessoa, ser humano. Faltou almoço na casa da mãe, neto pulando no sofá, igreja lotada, irmãos colocando a conversa em dia no final do culto. Faltou tudo isso. O que parecia algo simples e cotidiano, como buscar uma encomenda na portaria do prédio, passou a ser uma expedição complexa, com rituais de higiene absolutamente rigorosos.

Foi um ano de não-encontros.

Mas enquanto todos os canais de televisão, nas vozes das autoridades, suplicavam pelo distanciamento social, uma presença, simplesmente, acontecia. Uma presença inevitável, à prova de quarentena, de pandemia, de vírus. É uma presença maravilhosa, abençoada, necessária. É a presença de Deus.

A presença de Deus acontece. Ele está aqui, agora. Ele está aí, com você. Ele está lá, também. Não importa o ponto do mapa, a latitude, o continente ou região. Deus está presente. E que presença reconfortante, meu Pai. Só a presença dele para nos fortalecer.

Foi um ano difícil. Porém, apesar da solidão e do distanciamento, não podemos nos esquecer de que sempre contamos com a presença de Deus. E isso basta.

Procure um lugar tranquilo em sua casa, tire sua máscara, feche seus olhos e fale com Deus. Desfrute desta presença única, capaz de permanecer, mesmo em tempos não presenciais.

São tantos Zooms, tantos Google Meet’s que nos esquecemos de criar um invite com Deus. Aliás, Ele não precisa de sala virtual ou computador. A conexão é direta, com acesso em tempo real, a qualquer hora, em qualquer lugar.

Nesse Natal, a ceia, os encontros e até a troca de presentes serão virtuais. Mas nada, nada mesmo, poderá impedir a presença de Deus, que veio até nós por meio de Jesus Cristo.

Deus sabe todas as coisas, sabe a hora do vírus e hora da vacina. Por isso, fiquem tranquilos, irmãos, nunca estaremos sozinhos. Que tenhamos um Feliz Natal e uma iluminada presença de Deus em nossas vidas.

Por Pedro Cavalcanti